Setembro Dourado: alerta aos sinais e sintomas do câncer infantojuvenil

//Setembro Dourado: alerta aos sinais e sintomas do câncer infantojuvenil

Setembro Dourado: alerta aos sinais e sintomas do câncer infantojuvenil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Importância do Diagnóstico Precoce

O Câncer pode ser definido como um grupo de doenças não contagiosas provenientes de uma falha no processo de multiplicação das células que formam o corpo. Essas células defeituosas se dividem de maneira anormal, atrapalhando o funcionamento do organismo. Essa multiplicação desordenada das células pode ocorrer em qualquer local do organismo e se estender aos órgãos e tecidos adjacentes, com possibilidade de provocar novos tumores em outros locais (metástase).

Os tipos de câncer mais frequentes na infância e na adolescência são as leucemias, os do sistema nervoso central e linfomas. É comum também para essa faixa etária, o neuroblastoma, o tumor de Wilms, o retinoblastoma, o tumor de células germinativas (ovários e aos testículos), o osteossarcoma e sarcomas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope), no Brasil o câncer já representa a segunda causa de mortalidade proporcional entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, para todas as regiões. Como a primeira causa são aquelas relacionadas aos acidentes e à violência, podemos dizer que o câncer é a primeira causa de mortes por doença, após 1 ano de idade, até o final da adolescência.

Pais e profissionais de saúde precisam ficar atento, observar e não perder tempo. No Brasil, para o ano 2018, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) registrou mais de 12.500 novos casos de câncer infantil. Em todo o mundo, segundo a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc, na sigla em inglês), estima-se que, todos os anos, 215.000 casos são diagnosticados em crianças menores de 15 anos, e cerca de 85.000 em adolescentes entre 15 e 19 anos.

Ainda de acordo com o Inca atualmente em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria deles terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado.

Os sintomas do câncer infantil muitas vezes são parecidos com os de doenças comuns entre as crianças. Por isso, consultas frequentes ao pediatra são fundamentais. Sãos esses profissionais que podem identificar os primeiros sinais de câncer e encaminhar a criança para investigação diagnóstica e tratamento especializado.

Dessa forma, percebemos como de importância fundamental para a melhoria dessa situação e o alcance de melhores resultados, as ações específicas do setor saúde, como organização da rede de atenção e desenvolvimento das estratégias de diagnóstico e tratamento especializados.

A Avosos diante desses fatos e imbuídos com o propósito de contribuir com uma Saúde Pública com eficiência e qualidade desenvolve o Projeto Diagnóstico Precoce/Sohep, que visa contribuir com o atual panorama da oncologia pediátrica em Sergipe, ao promover palestras e capacitações para os profissionais de saúde da Atenção Básica, além de custear exames e consultas para crianças e adolescentes com sintomas suspeitos encaminhados pelos oncologistas pediátricos do Serviço de Oncologia do HUSE.

O objetivo principal da instituição com esse Projeto é contribuir para o aumento do número de casos de câncer infantojuvenil diagnosticados precocemente, reduzindo o tempo entre o aparecimento de sinais e sintomas e o diagnóstico em um serviço especializados, com isso será possível ampliar a probabilidade de cura e sobrevida da criança e adolescente.

Alerta aos sinais e sintomas:

2019-09-03T15:45:37+00:00 28/08/2019|Notícias|